Cismarg


    Vacine-se contra a gripe

A gripe é uma infecção aguda causada pelo vírus Influenza, que afeta o sistema respiratório e pode provocar complicações graves, inclusive a morte, se não for tratada a tempo, especialmente nos indivíduos que apresentam fatores ou condições de risco para as complicações da infecção.

A síndrome gripal, que se caracteriza pelo aparecimento súbito de febre, dor de cabeça, dores musculares, tosse, dor de garganta e fadiga, é a manifestação mais comum. Nos casos mais graves, geralmente, existe dificuldade respiratória e há necessidade de hospitalização. Nesta situação, denominada Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG), é obrigatória a notificação às autoridades de saúde.

A transmissão do vírus Influenza ocorre por meio de secreções das vias respiratórias da pessoa contaminada ao falar, tossir, espirrar ou pelas mãos, que após contato com superfícies recémcontaminadas por secreções respiratórias pode levar o agente infeccioso direto a boca, olhos e nariz.

A Influenza ocorre durante todo o ano, mas é mais frequente no outono e no inve
o, quando as temperaturas caem, principalmente no Sul e Sudeste do País. Algumas pessoas, como idosos, crianças, gestantes e pessoas com alguma comorbidade, possuem um risco maior de desenvolver complicações. Muita gente não sabe, mas a gripe pode ser causada pelos vírus Influenza A, B e C. Os vírus A e B apresentam maior importância clínica. Estima-se que, em média, as cepas A causem 75 das infecções, mas em algumas temporadas, ocorre predomínio das cepas B.

Como acompanhar o balanço parcial de vacinação da gripe em Minas Gerais

Os dados das doses aplicadas da vacina contra a gripe podem ser acessados pelo site do Ministério da Saúde. Existe uma plataforma específica do Sistema Nacional de Imunização, pela qual os profissionais de saúde dos municípios lançam as informações sobre vacinação. Como esse sistema é dinâmico, os números estão em constante atualização.

Basta selecionar a UF (Unidade Federativa) de seu interesse, a Macro Regional e, caso queira consultar dados de algum município em específico, a Regional e o Município. Caso seja de Minas Gerais como um todo, somente os dois primeiros campos já são suficientes. Depois disso, basta clicar em Pesquisar, que os números das doses aplicadas, divididas por grupos prioritários, já irão aparecer. O sistema possui vários filtros, então você pode fazer a busca da forma como achar mais propícia.

A vacinação contra Influenza mostra-se como uma das medidas mais efetivas para a prevenção da influenza grave e de suas complicações. As vacinas utilizadas nas campanhas nacionais de vacinação contra a influenza do Programa Nacional de Imunizações (PNI) são vacinas trivalentes que contêm os antígenos purificados de duas cepas do tipo A e uma B.

Estudos demonstram que a vacinação pode reduzir entre 32 a 45 o número de hospitalizações por pneumonias, de 39 a 75 a mortalidade global e em, aproximadamente, 50 nas doenças relacionadas à influenza. Além da vacina, as ações de prevenção da transmissão da influenza incluem a etiqueta respiratória e a lavagem correta e frequente das mãos.

Os grupos prioritários para a Campanha Nacional de Vacinação contra a Influenza 2019 serão crianças na faixa etária de seis meses a menores de seis anos de idade (cinco anos, 11 meses e 29 dias), as gestantes, as puérperas (até 45 dias após o parto), trabalhadores de saúde, professores de escolas públicas e privadas, indígenas, indivíduos com 60 anos ou mais de idade, adolescentes e jovens de 12 a 21 anos de idade sob medidas socioeducativas, população privada de liberdade, funcionários do sistema prisional, pessoas portadores de doenças crônicas não transmissíveis e outras condições clínicas especiais, policiais civis, policiais militares, bombeiros e membros ativos das Forças Armadas. A meta é vacinar, pelo menos 90 de cada grupo prioritário. Ressaltamos para as pessoas portadoras de doenças crônicas não transmissíveis e outras condições clínicas especiais independe da idade, (conforme indicação do Ministério da Saúde em conjunto com sociedades científicas), mantém-se a necessidade de prescrição médica especificando o motivo da indicação da vacina, que deverá ser apresentada no ato da vacinação.

A campanha foi antecipada para a primeira quinzena de abril, cerca de 15 dias mais cedo que nos anos anteriores, sendo utilizados momentos específicos para a mobilização da população para a vacinação como estratégia de vacinação este ano. Nesta primeira etapa, que começa no dia 10 de abril, serão priorizadas as crianças de 6 meses a menores de 6 anos de idade (5 anos, 11 meses e 29 dias) e gestantes em decorrência da vulnerabilidade desse público. A partir do dia 22 de abril, a vacinação para todos os grupos prioritários em todo o país.

Durante a Campanha de Vacinação contra a Influenza é importante que seja realizada a atualização das outras vacinas previstas no Calendário Nacional de Vacinação de todas as faixas etárias.

 Vacine-se contra a gripe

27/05/2019

Fonte: http://www.saude.mg.gov.br/gripe